PM acaba com festa com mais de 120 pessoas em PG

Ponta Grossa

26 de setembro de 2020 09:52

Da Redação


Relacionadas

PSOL vai para às ruas de PG com segurança sanitária

Professor Edson defende prevenção e inteligência contra a violência

Voepass antecipa para sábado início dos voos para Foz

Fundação de Cultura lança novo edital do Promific
Campanha à Prefeitura de PG já custou mais de R$ 304 mil
Secretária descarta volta das aulas presenciais em 2020
Pauliki pretende transformar PG na capital do ecoturismo
Treze pessoas foram conduzidas à delegacia da Polícia Civil por diferentes irregularidades Foto: Divulgação/PM
PUBLICIDADE

Além da aglomeração e do desrespeito às normas de segurança devido à covid-19, havia adolescentes bebendo e pessoas com drogas no local

A Polícia Militar acabou com uma festa clandestina que reuniu mais de 120 pessoas num estabelecimento comercial em Ponta Grossa no começo da madrugada deste sábado (26). A situação irregular foi flagrada na Avenida João Buss, no bairro Contorno, por volta da meia-noite. Treze pessoas foram conduzidas à 13ª Subdivisão Policial (SDP) por diferentes motivos.

A festa pode ser considerada clandestina justamente por reunir grande número de pessoas em plena pandemia, quando a cidade permanece em estado de emergência em saúde e o país vive estado de calamidade pública devido à pandemia do coronavírus.

A PM recebeu diversas denúncias de algazarra e som alto vindos do estabelecimento e realizou a abordagem ao flagrar dezenas de pessoas bebendo e gritando no local, além da música ao vivo em volume extremamente alto. Ao todo foram abordadas 126 pessoas, incluindo adolescentes que ingeriam bebidas alcoólicas.

Uma jovem de 19 anos foi presa portando três munições de calibre 22 e uma moça de 23 anos acabou presa com oito gramas de cocaína. Oito adolescentes com idades entre 12 e 17 anos foram conduzidos à 13ª SDP por estarem bebendo e permaneceram lá até a chegada dos pais ou responsáveis – a situação foi acompanhada pelo Conselho Tutelar. Também foram detidos um homem de 46 anos, um rapaz de 21 e uma mulher de 35 anos, suspeitos de fornecerem as bebidas aos menores.

PUBLICIDADE

Recomendados